Requerimento sugere a implantação da “nave mata mosquito” em Jandira

Legenda: Léo da Feira (PSD)
8 de maio de 2024

Segundo Léo da Feira, outras cidades já adotaram o uso de drones com inseticida no combate à dengue, constatando a eficiência do equipamento para a pulverização de áreas de difícil acesso; na data, o parlamentar também propôs a capacitação de profissionais da educação infantil para aplicação do teste M-CHAT, destinado à identificação precoce de casos de autismo

O vereador Leandro José Moreau (PSD), o “Léo da Feira”, submeteu dois requerimentos ao plenário da Câmara Municipal de Jandira na 14ª Sessão Ordinária, ocorrida no dia 07 de maio de 2024. No documento nº 220/24, o parlamentar solicitou à Prefeitura a implantação da “nave mata mosquito” no município.

De acordo com Léo da Feira, a iniciativa deve auxiliar no combate à dengue. “Implantados em algumas cidades, os drones com capacidade de armazenamento de 40 litros [de inseticida] e capacidade máxima de voo de 100 metros já estão em operação, constatando a eficiência no alcance de áreas isoladas e de difícil acesso, que necessitam de pulverização”, esclareceu o vereador.

Já o requerimento nº 219/24 recomendou a capacitação de profissionais da educação infantil para aplicação do teste M-CHAT (Modified Checklist for Autism in Toddlers, em inglês), que é a escala utilizada para o rastreamento de autismo. Neste caso, a medida deve contribuir para a identificação precoce de casos de TEA (Transtorno do Espectro Autista) entre as crianças jandirenses.

Compartilhe