NOTICIAS    
 

 
     
 

 

Jandira deverá proibir qualquer atividade com o cerol  

Câmara Municipal aprovou projeto que veda uso e comercialização do material cortante em toda a cidade, e prevê regras de fiscalização 

A Câmara Municipal de Jandira aprovou, em sua 14ª sessão ordinária (08/05), projeto de lei que proíbe a produção, a comercialização, o armazenamento, o transporte, a distribuição e o uso de cerol ou de qualquer material cortante em linhas ou fios usados para empinar pipas em Jandira. A proposta estabelece ainda que ficará a cargo da Divisão de Fiscalização, juntamente com a Guarda Civil Municipal, a responsabilidade pelo cumprimento da regra. 

O cerol é uma mistura de cola de sapateiro com vidro moído (ou limalha de ferro ou pó de quartzo) que é aplicada em linhas de papagaios (pipas) para cortar as linhas de outros papagaios no ar, numa espécie de desafio com finalidade recreativa. “O uso do cerol tem engrossado a lista de vítimas em acidentes com estas linhas cortantes, principalmente motociclistas e ciclistas. Podem ocorrer desde pequenas lesões até mutilações – ou, pior ainda, as vítimas perdem a vida”, justifica o vereador autor do projeto, Josenildo Ribeiro de Freitas (PR), o “Véinho”. 

A quem for pego utilizando cerol, será aplicada advertência e multa, em caso de reincidência, por cada conjunto de material apreendido. Já o comerciante que infringir a lei terá seu comércio fechado por 30 dias em caso de reincidência, além de multa.

 
Últimas Noticias